PJV - Concurso CDHU

Concurso CDHU

Ficha Técnica

Obra: Habitação Social
Local: São Paulo, SP, Brasil
Projeto: 2010
Não construido
Colaboração: Júlio Adriano

 

O projeto consiste em buscar uma solução adequada e inovadora para habitações sociais.
O partido deste projeto visa uma obra econômica, de fácil construção, porém, antes de mais nada, uma casa com qualidade nos seus espaços internos e externos, e com atenção ao seu desenho, uma obra que tenha caráter e identidade.
A ideia de um retângulo para a planta da casa foca a economia de meios. Logo em seguida, este retângulo é dividido em dois para setorizar o programa, um social destinado a cozinha e salas e outro íntimo destinado aos quartos.
Com o objetivo de gerar espaços com qualidade, deslocamos um dos retângulos para trás, criando assim um pátio frontal. Este pátio cria um espaço que, há pouco tempo atrás, podíamos chamar de supérfluo para uma habitação social. Um espaço que gera prazer. Um espaço de qualidade, necessário a toda e qualquer residência contemporânea.
Isto nos levou a buscar custos mínimos aliados a uma forma forte e também mínima, inicialmente pensada como uma caixa, tanto em planta como em volume.
Este projeto iniciou-se com o objetivo de participarmos de um concurso de arquitetura sobre habitação popular, porém o projeto não foi finalizado a tempo. Em seguida, que é o que apresentamos aqui, o projeto foi revisto e adaptado para implantação em alguns lotes na cidade de Piçarras.
A planta base possui 2 dormitórios, com previsão de ampliação para o terceiro. O projeto foi desenvolvido com a opção de utilizarmos 3 ou 4 lotes, de 12m x 22m cada um, oferecendo duas possibilidades de construção, uma com as casas isoladas e outra com as casas geminadas.

O estudo para a casa geminada demonstra como mesmo neste caso, a iluminação e ventilação natural na casa ainda assim será bastante eficiente.
A cobertura será em laje impermeabilizada e sobre esta será aplicada uma camada de argila expandida, melhorando a temperatura do ambiente interno. A cobertura também poderá ser utilizada como um terraço jardim se o proprietário decidir.
A implantação com 3 terrenos permite 4 unidades individuais e separadas, já a implantação com 4 terrenos e casas geminadas permite a edificação de 6 habitações. Procuramos não desperdiçar área construída, sendo assim a garagem será opcional para cada morador, podendo ser construída quando o mesmo achar necessário com uma cobertura leve ou simplesmente uma estrutura pergolada.
O skyline formado pelas árvores que estão nos pátios cria uma paisagem calma e agradável para este conjunto de casas que prima pela qualidade dos espaços de convívio, dentro e fora de casa.
A forma da edificação resulta da intenção de fazer uma casa que, além de toda sua funcionalidade, tenha uma preocupação com o design nas diferentes formas de viver e morar.