PJV - Casa E

Casa E

Ficha Técnica

Obra: Casa E
Projeto arquitetônico: Arq. Pablo J. Vailatti
Local: Penha, Santa Catarina, Brasil
Área construída: 236 m2
Área do terreno: 264 m2
Início do projeto: 2012
Final da obra: 2014
Projetos complementares: Eng. Anamélia Adriano
Fotografias: Larry Sestrem

Memorial descritivo

A casa E foi projetada para um casal de 3ª idade em mudança para uma cidade de praia, neste caso, no centro da cidade de Penha, Santa Catarina, cidade turística onde se encontra o Parque Beto Carrero World. A casa foi pensada em dois pavimentos em função da área limitada do terreno, 264 m2. No pavimento superior estão apenas duas suítes, suas respectivas sacadas, e um terraço frontal que tem acesso pela passarela que faz a ligação entre a escada e as suítes. Enquanto que o pavimento inferior serve ao setor social e de serviços. Neste projeto a estrutura portante torna-se protagonista e por isto foi deixada aparente. Pilares, vigas, o teto das lajes, bem como escada e volume da caixa da água exibem a estrutura em concreto sem revestimentos.

Esta estrutura em concreto aparente foi coberta com uma laje em concreto maciço, a qual foi recortada sobre o terraço do 2º pavimento. Para o fechamento desta estrutura utilizou-se painéis em vidro temperado e paredes em alvenaria na cor branca. A laje de cobertura recebe impermeabilização com manta asfáltica. Sobre esta manta foi executada uma camada de contra piso como proteção mecânica. Sobre este, foi colocado uma camada de 15 cm de argila expandida, auxiliando no conforto térmico dos ambientes.

Para a textura dos pilares e vigas aparentes, foi utilizada a própria madeira de pinus, com as ripas padronizadas na largura de 10 cm, sem nenhum tratamento especial, deixando exposto nestes elementos estruturais as marcas e ranhuras da madeira bruta. As lajes do pé-direito duplo da área social, bem como as lajes das suítes, sacadas e da garagem são lajes maciças em concreto armado aparente.

Já para as lajes maciças dos tetos aparentes foram utilizadas as chapas de compensado inteiras, criando um acabamento mais liso e peças maiores se comparado ao acabamento das vigas e dos pilares. Os fechamentos em vidro temperado, e perfis na cor preta, buscam impactar o mínimo possível na estrutura de concreto, apenas “tocando-a”, enquanto que as paredes em alvenaria branca preenchem os demais quadros desta estrutura. A madeira maciça foi utilizada em pequenas partes da casa, nas portas de acesso a residência e no elemento vazado que divide a sala e o lavabo social. Pensamos em uma casa pequena, econômica, que explorasse a linguagem do concreto aparente através da exposição da sua estrutura portante, condição esta imprescindível para qualquer projeto de arquitetura.